Top 25

Autor Tópico: Satélites europeus enviados para a órbita errada não são recuperáveis  (Lida 638 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline f423

  • Moderador
  • *****
  • Mensagens: 8948
  • Reputation Power: 232
  • f423 is awe-inspiring!f423 is awe-inspiring!f423 is awe-inspiring!f423 is awe-inspiring!f423 is awe-inspiring!f423 is awe-inspiring!f423 is awe-inspiring!f423 is awe-inspiring!f423 is awe-inspiring!f423 is awe-inspiring!f423 is awe-inspiring!f423 is awe-inspiring!
Os dois satélites que inauguraram uma nova série de lançamentos para equipar a alternativa europeia ao GPS foram enviados para uma órbita errada. O engano não é recuperável.

Quem o garante é um astronauta francês que é também o presidente do Centro Nacional de Estudos Espaciais daquele país. Numa entrevista à revista Usine Nouvelle, o responsável garantiu que, na posição onde estão, os dois satélites não vão poder contribuir para o projeto Galileo, como se pretendia.

Jean-Yves Le Gall admitiu ainda que a falha pode vir a provocar atrasos nos próximos lançamentos previstos e na operacionalização da plataforma geoespacial europeia.

Os satélites "não serão recuperáveis [para navegação] porque a sua órbita não é circular como deveria ser. Não poderão por isso ser úteis à missão Galileo". A investigação europeia às causas da falha ainda prossegue e esperam-se resultados apenas para o próximo dia 8 de setembro.

O cientista admite no entanto que os dois satélites possam ainda ter alguma utilidade para fazer testes de órbita e verificar se estão a funcionar de forma correta.

Os satélites Doresa e Milena, os nomes foram escolhidos no âmbito de um concurso promovido pela ESA, deviam ter-se juntado a outros quatro, lançados desde 2011. Até final da década o objetivo europeu passa por colocar em órbita uma constelação de 30 satélites.



Tek



 


* .