Dragsatdigital

Notícias:


  • A Administração do Dragsatdigital deseja a todos os membros Feliz Natal e próspero Ano Novo
Top 25



PARCEIROS DRAGSATDIGITAL


   

Autor Tópico: "Sul": série que Ivo M. Ferreira encara como "um grande filme" estreia no sábado  (Lida 35 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online Sotnas

  • Administrador
  • *****
  • Mensagens: 18328
  • Reputation Power: 381
  • Sotnas is awe-inspiring!Sotnas is awe-inspiring!Sotnas is awe-inspiring!Sotnas is awe-inspiring!Sotnas is awe-inspiring!Sotnas is awe-inspiring!Sotnas is awe-inspiring!Sotnas is awe-inspiring!Sotnas is awe-inspiring!Sotnas is awe-inspiring!Sotnas is awe-inspiring!Sotnas is awe-inspiring!
  • Sexo: Masculino

A série policial “Sul”, de Ivo M. Ferreira, cuja ação decorre em Lisboa em plena crise financeira e que o realizador encara como “um grande filme”, estreia-se no sábado à noite na RTP1.

Com nove episódios, a série, que será exibida às 21:00, conta no elenco com, entre outros, Adriano Luz, Ivo Canelas, Margarida Vila-Nova, Jani Zhao e Afonso Pimentel e tem argumento de Edgar Medina, Rui Cardoso Martins e Guilherme Mendonça.

“Sul”, série à qual o realizador se refere como filme, é “muito mais do que uma investigação policial”, frisou Ivo M. Ferreira, em declarações à Lusa em fevereiro, no European Film Market (EFM) do Festival de Cinema de Berlim. “Estas personagens são o retrato da cidade e do país”.

“Sempre encarei isto como um grande filme, mesmo com a equipa. Evidentemente que tem particularidades de série, cada episódio tem de funcionar autonomamente, não recuso nada disso, mas [penso] sempre no filme como um todo”, contou na altura o realizador.

Ivo M. Ferreira fala de “Sul” como “um filme ‘noir’ mediterrâneo, lisboeta” e, no fundo, “esse esquema e esse género acabam por encapuzar o retrato da cidade e do país, e é isso que lhe traz uma graça especial”.

“É um filme que sempre teve a ambição de se internacionalizar, mas que nunca quis ser outra coisa que não um filme ou uma série muito portuguesa”, expressou.

“Sul” pinta o retrato “de um país melancólico, numa crise, eventualmente eterna, com personagens muito dinâmicos, que vêm de bairros operários de Xabregas, até aos banqueiros de hoje em dia”.

Ivo M. Ferreira é autor de curtas como "O Homem da Bicicleta" (1997) e "Na Escama do Dragão" (2002) e das longas "Águas Mil" (2009), "Cartas da Guerra" (2016) e “Hotel Império” (2018).



 


* .FACEBOOK