Top 25


PARCEIROS DRAGSATDIGITAL




Autor Tópico: Podengo Português  (Lida 320 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Peters

  • Moderador Global
  • *****
  • Mensagens: 7498
  • Reputation Power: 160
  • Peters is awe-inspiring!Peters is awe-inspiring!Peters is awe-inspiring!Peters is awe-inspiring!Peters is awe-inspiring!Peters is awe-inspiring!Peters is awe-inspiring!Peters is awe-inspiring!Peters is awe-inspiring!Peters is awe-inspiring!Peters is awe-inspiring!Peters is awe-inspiring!
  • Sexo: Masculino
em: Junho 12, 2011, 04:17:58 pm


Tipo de Pêlo
 Cores predominantes: amarelo e fulvo com as variedades claro, comum e escuro ou torrado e preto mal tinto ou desbotado, unicolores ou malhadas de branco; pêlo curto ou pêlo comprido; de grossura média; pêlo liso, quando curto ou pêlo áspero (cerdoso), quando comprido; o pêlo curto é mais denso do que o comprido; na variedade de pêlo comprido áspero, o pêlo no focinho é comprido (barbaças); sem subpêlo ou pelugem.
 Pele : Mucosas, de preferência, pigmentadas de preto ou sempre mais escuro do que a pelagem; pele fina e tensa. Temperamento
 O Podengo Médio é o mais rápido das três variantes. É corajoso, inteligente, bom guarda e vivaz. Afectuoso, é um bom companheiro para a família. Atento, vivo, rústico . Muito activos e um pouco barulhentos. Dotado de muita vivacidade.

 Introdução
 De estatura para todos os gostos, existem três tamanhos de Podengo: o Pequeno, o Médio e o Grande. As três variedades em termos de tamanho ajustam-se facilmente aos diferentes terrenos e presas: o grande caça presas maiores em terrenos planos, o médio caça em terrenos mais acidentados e o pequeno pode entrar nas tocas para expulsar os coelhos.

 Esta variedade Grande, da qual se pensa terem posteriormente derivado os outros dois, descende da raças como o Faraó Hound que se disseminaram desde o norte de África até à Península Ibérica. Contudo, outros acreditam que o Podengo pode ser descendente dos pequenos lobos ibéricos.

 O podengo mais pequeno é muitas vezes descrito como um Chihuahua mais pesado, ainda que não haja indícios de parentesco entre estas duas raças. Trabalha muitas vezes em colaboração com os seus parentes de tamanho maior, entrando dentro das tocas de onde expulsa coelhos, deixando para os seus companheiros a tarefa de os caçar. Também é um belo animal de estimação.

 O podengo médio surge muito provavelmente dos hounds do norte de África, embora se diga que esta variedade de tamanho médio descenda directamente do podengo português grande. O médio é o mais apreciado porque não é nem muito grande nem muito pequeno, adaptando-se facilmente À vida doméstica. Também é conhecido como o Hound Português.

 O podengo é uma raça de cão cuja popularidade se sente particularmente no Norte de Portugal onde é ainda usado para caça pequena. A caçar em matilha em sozinho, tornou-se muito habilidoso a caçar coelhos. A intervenção humana, ainda que diminuta, tem levado à diminuição da variedade Médio, enquanto outras características permanecem intactas.

 São usados essencialmente para caçar, guardar e como cão de companhia.

 Descrição
 O Podengo Médio e o Pequeno adaptam-se bem a pequenos espaços vivendo perfeitamente em apartamentos urbanos. De aspecto bem proporcionado, com bom esqueleto e bem musculado. A Cabeça e seca e em forma de pirâmide quadrangular, com base larga e extremidade bastante afilada. As orelhas têm ima inserção oblíqua e média; direitas, com grande mobilidade, verticais ou pouco inclinadas para diante, quando atentos; pontiagudas, largas na base, de forma triangular; finas, com altura apreciável e maior do que a base.

 Os olhos possuem uma expressão de olhar muito viva; olhos pouco salientes nas órbitas; da cor do mel à da castanha consoante a pelagem; oblíquos e pequenos; pálpebras com pigmentação mais carregada do que a cor da pelagem. O nariz é adelgaçado e truncado obliquamente, é proeminente na ponta; de cor mais carregada do que a pelagem. Os lábios são encostados; finos, firmes, rasgados a direito. Os maxilares são normais com dentes brancos e sólidos; regular oposição das duas maxilas. O pescoço apresenta uma ligação harmoniosa com a cabeça e com o tronco; direito; comprido; proporcionado, forte e bem musculado; ausência de barbela.

 Relativamente aos membros anteriores e posteriores são bem aprumados de frente e de lado; bem musculados e secos. Os braços são compridos; oblíquos; fortes e bem musculados. As mãos e pés são arredondados; dedos compridos, fortes e unidos, com curvatura fechada; unhas fortes e curtas, de preferência escuras; palmas resistentes e duras. A coxa é comprida; de largura média; musculada. A perna é oblíqua; comprida; seca, forte e musculada. A cauda tem uma inserção mais alta do que baixa; forte, grossa e pontiaguda; de comprimento médio; em repouso caindo entre as nádegas, em acção levanta-se horizontalmente, ligeiramente arqueada, ou, verticalmente, dobrada em foice, mas nunca enrolada.

 O tronco apresenta uma linha superior do tronco direita ou ligeiramente arqueada; linha inferior do tronco ligeiramente subida. O peitoral é pouco saliente e musculado; não muito largo. O peito é Descido; de largura média; comprido, com esterno inclinado para trás e para cima. As costelas são pouco arqueadas e oblíquas. O dorso é direito ou ligeiramente mergulhado; comprido. O lombo é direito ou ligeiramente arqueado; largo; musculado. Os andamentos são velozes e ágeis.

 Observações
 Qualquer das variedades, liso e cerdoso, não tem subpêlo o que diminui drasticamente a quantidade de pêlo que os cães, em certas épocas do ano, espalham pela casa.
 Estão bem adaptados à vida no exterior desde que possuam um abrigo adequado. Adaptam-se bem a climas quentes.
 Têm uma esperança de vida de cerca de 12 a 14 anos.
 É uma raça muito saudável.
 É uma raça que precisa de pouca escovagem.
 É uma raça raramente vista fora de Portugal.



 


* .FACEBOOK